PRIMEIRA E ÚLTIMA VEZ...

Beto Rocha

Na primeira vez que te vi
Meu primeiro olhar me traiu
Minha primeira aproximação
Primeiro toque em suas mãos
Primeiro beijo no rosto
Primeiro abraço quente
Primeiro desejo de repente aconteceu
Nasce o primeiro sentimento no meu coração
Nesse momento tento fingir que não é comigo
Mesmo assim minha alma é cúmplice de mim
Minha primeira busca em segredo
Primeiro céu sem chuva
Primeiro crepúsculo lindo
Primeiro dia sem medo
Primeira manhã calma
Primeira tarde sem chuva
Enfim, nosso caminhar livre como os pássaros.
Nesse primeiro momento, tudo me assusta, só penso em fugir pra bem longe.
De repente uma folha começa a vagar em nossa direção, são nossas testemunhas.
Como se quisesse companhia de dois seres que se perderam na plenitude de um infinito sentimento
O vento a sopra para junto de nós,
Já não estamos mais sozinhos neste lugar
Minha primeira maçã proibida
Sinto-me como réu sendo julgado pelo tempo perdido
Meu primeiro sol me aquece timidamente
Agora definitivamente meu coração se esquece de mim
O vento leva tudo embora e tira a minha razão de sonhar
Minha visão agora é turva
Eu não a vejo mais caminhando nessa estrada
Sinto-me incapaz de raciocinar, estou inseguro.
Diante das circunstâncias, não vejo mais nenhuma saída.
Oh! Deus acelera o tempo e faça-o passar mais depressa
Agora estou delirando, minha voz emudece não me reconheço mais.
Perco-me de mim mesmo, não sei mais quem sou.
N a última vez que te vi
A primeira lágrima cai
Primeira saudade dói
Primeira perda acontece
Meu primeiro choro me entristece
Agora a chuva cai lá fora
Os pingos da chuva se confundem com meu pranto
À tarde já sem sol esta chorando por mim
Minha primeira solidão atinge o meu âmago
Sua primeira ausência eu sinto frio
Minha primeira dor no coração vazio
Minha primeira noite de luar escuro
Primeiro sonho sozinho parece mais um pesadelo.
Primeiro inverno antes do tempo acontece
Minha primavera sem flor
Primeiro arco-íris é preto e branco
Minha primeira noite no deserto
Primeiro rio sem água corrente
Separando duas vidas num só coração
Minha primeira saudade
Primeiro outono
Minha primeira noite sem sono
Primeiro vento sem força
Meu primeiro céu sem estrelas
Primeiro livro sem história
Meu primeiro conto sozinho
Primeira poesia triste
Minha primeira noite gelada
Vou seguir o meu caminho até o fim da estrada
As madrugadas no deserto do sofrimento são frias, meu corpo não vai suportar.
Não sei para onde ir, estou sem raciocínio.
Perdido em meio à escuridão das montanhas do coração
Finalmente o dia dá um sinal de alerta
Um novo horizonte chegou na hora certa
Finalmente encontrei a direção
Meu coração começa a reagir
Na primeira e última vez que te vi
Hoje tenho absoluta certeza
O vento levou você de mim.
1 Response
  1. Linda mensagem meu primeiro amor e um lindo centímento beto Rocha


Postar um comentário

  • Meus Seguidores